Casamentos Osório-RS

Paola e Fabio

E se pudéssemos desenhar nossa própria vida, seria lindo né? Quando crianças temos justamente essa oportunidade. Grama, uma casinha com chaminé, árvores, pássaros, e uma família feliz com as mãos para o ar, ou com elas bem agarradinhas umas nas outras.

Crescemos. O desenho vai mudando, mas o objetivo de ser feliz em um lugar especial com quem amamos sempre continua o mesmo. Passamos até mesmo a desenhar a pessoa que queremos viver dentro daquele desenho. 

Podemos ir além! Que tal desenhar o casamento? O local, as pessoas, a música, o clima que iria cercar tudo isso....e por fim, desenhar o que nosso corpo iria vestir naquele dia.

Entre alturas e desenhos chegamos até aqui. Tenho a impressão de que com tudo isso, temos uma nova percepção de felicidade: tornar o desenho uma realidade.